Cadastro Minha Casa Minha Vida – Como Fazer

Cadastro Minha Casa Minha Vida

Compartilhar é se importar!

O cadastro Minha Casa Minha Vida garante aos brasileiros a oportunidade de conquistar a casa própria. Nele você consegue o seu lar sem ter que pagar parcelas altas, que comprometem a renda mensal da família.

Embora seja do Governo Federal, o MCMV é realizado em parceria com diversas construtoras, governo estadual e municipal. Você já deve ter visto os conjuntos habitacionais e condomínios, será que um deles fizeram seus olhos brilhar?

Diversas famílias já foram beneficiadas com moradias novas, que podem ser compradas sem que seja necessário dar entrada. Se quer fazer parte do grupo de brasileiros que têm a casa própria, vem comigo e descubra como fazer o Cadastro Minha Casa Minha Vida.

Minha Casa Minha Vida para quem recebe Bolsa Família

Todas as famílias com renda de até 7 mil reais podem participar do Minha Casa Minha Vida para conquistar a casa própria. No entanto, as condições de pagamento e juros são diferenciadas entre as famílias que fazem parte das diferentes faixas de renda do programa.

Elas são classificadas nas faixas 1, 1.5, 2 e 3 e as famílias que recebem qualquer valor do governo por meio do Bolsa Família se enquadram na Faixa 1 do programa MCMV, elas as contam com renda máxima de R$1.800 por mês.

Essa faixa é dividida em grupos para que as condições de pagamento do imóvel sejam justas, destacando que todas são isentas de qualquer tipo de juros.

O primeiro grupo é formado por famílias com renda bruta mensal de até R$800. Ao conquistar a casa ou apartamento pelo Minha Casa Minha Vida, só terão que pagar R$80 por prestação.

Já quem recebe entre R$800 e R$1.200 por mês paga em cada parcela do imóvel um valor referente a apenas 10% da renda mensal. Ou seja, uma família com rende de R$1.000, paga apenas R$100 em cada parcela do MCMV.

Quem é da Zona Rural também pode financiar a casa própria, quer descobrir como? Clique aqui.

Como fazer a inscrição em 2020?

Couple moving into new house
Famílias com Bolsa Família tem prioridade no programa

As casas com condições de pagamento definidas pelo Minha Casa Minha Vida são lançadas periodicamente em todas as cidades do país.

As famílias que recebem o Bolsa Família têm como prioridade para o governo. Portanto, têm mais chances de conseguir um imóvel financiado como programa.

Só na região norte e nordeste, cerca de 60% das famílias contempladas com o Minha Casa Minha Vida são inscritas no Bolsa Família. A inscrição no MCMV para quem tem Bolsa Família, deve ser feita na prefeitura da cidade de onde as casas são ofertadas.

Já sabe quais são os documentos?

Para se inscrever é preciso apresentar documentos de todos os integrantes da família: CPF, RG, comprovantes de renda, cartão Bolsa Família e comprovante de residência.

Após o cadastro, os responsáveis pelo programa analisam o perfil de todos os inscritos e determinam em qual faixa do Minha Casa Minha Vida cada um se encaixa.

Se o número de inscritos for maior que o número de casas ofertadas, é feito um sorteio para determinar quais famílias serão contempladas com o imóvel novo.

As casas e apartamentos do Minha Casa Minha Vida 2020 vem com uma sala, uma cozinha, um banheiro, uma área de serviço e dois quartos. Qual o seu cômodo preferido?

Inscrição, Resultado e Simulador

Quem possui renda até R$ 2.600 deve procurar a prefeitura da cidade para efetuar o cadastro. Já aqueles que têm uma renda de até 7 mil reais pode procurar uma agência da Caixa Econômica Federal.

Além disso, é neste mesmo local que você vai acompanhar todo o processo, entregar a documentação e, se for preciso, se informar sobre o sorteio. O resultado também é publicado no diário oficial ou te informado por telefone.

Você sabia que antes de entrar com o processo, você pode fazer uma simulação do Minha Casa Minha Vida no site da Caixa? Confira mais detalhes.

Expectativa do Minha Casa Minha Vida para 2020

Black family moving in to new house
O nome do programa pode ser alterado

Para 2020 o Governo prevê algumas mudanças no programa, o primeiro é o nome que pode se tonar “Casa Brasileira”. Além disso, o Governo Federal está estudando a possibilidade de disponibilizar mais terrenos para construções.

Com a medida, as empresas parceiras fariam as construções com valores acessíveis e teriam direito sobre as taxas de condomínio por períodos de 10 a 20 anos.

Para se manter atualizado de todas as informações do Minha Casa Minha Vida 2020, continue acompanhando blog.

Espero que tenha aproveitado a leitura!

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo